Casos de COVID-19
  • USA 46,417,525
    USA
    Confirmados: 46,417,525
    Ativos: 9,388,349
    Recuperados: 36,271,327
    Óbitos: 757,849
  • India 34,202,202
    India
    Confirmados: 34,202,202
    Ativos: 163,784
    Recuperados: 33,583,318
    Óbitos: 455,100
  • Brazil 21,735,560
    Brazil
    Confirmados: 21,735,560
    Ativos: 207,043
    Recuperados: 20,922,633
    Óbitos: 605,884
  • UK 8,809,774
    UK
    Confirmados: 8,809,774
    Ativos: 1,498,112
    Recuperados: 7,172,091
    Óbitos: 139,571
  • France 7,127,163
    France
    Confirmados: 7,127,163
    Ativos: 93,408
    Recuperados: 6,916,247
    Óbitos: 117,508
  • Argentina 5,281,585
    Argentina
    Confirmados: 5,281,585
    Ativos: 17,672
    Recuperados: 5,148,062
    Óbitos: 115,851
  • Spain 5,002,217
    Spain
    Confirmados: 5,002,217
    Ativos: 58,362
    Recuperados: 4,856,669
    Óbitos: 87,186
  • Italy 4,743,720
    Italy
    Confirmados: 4,743,720
    Ativos: 74,654
    Recuperados: 4,537,210
    Óbitos: 131,856
  • Peru 2,196,259
    Peru
    Confirmados: 2,196,259
    Ativos: 1,996,176
    Recuperados: ?
    Óbitos: 200,083
  • Chile 1,683,451
    Chile
    Confirmados: 1,683,451
    Ativos: 13,689
    Recuperados: 1,632,077
    Óbitos: 37,685
  • Paraguay 460,754
    Paraguay
    Confirmados: 460,754
    Ativos: 254
    Recuperados: 444,268
    Óbitos: 16,232
  • Uruguay 392,319
    Uruguay
    Confirmados: 392,319
    Ativos: 1,709
    Recuperados: 384,537
    Óbitos: 6,073
  • China 96,840
    China
    Confirmados: 96,840
    Ativos: 603
    Recuperados: 91,601
    Óbitos: 4,636
Notícias

Fiocruz Bahia e Prefeitura de Salvador firmam parceria para enfrentamento ao coronavírus

Foto: Max Haack/Secom

A Fiocruz Bahia e a Prefeitura de Salvador firmaram na manhã de hoje, 1º de abril, um acordo de cooperação técnico-científica que vai dar apoio ao diagnóstico da Covid-19 na capital, ampliando em 500 o número de testes a serem realizados por dia. O convênio também vai permitir a validação técnica das ações municipais, a partir da análise dos dados da Covid-19 na cidade, da revisão do plano de contingência para o combate à pandemia e da disseminação das informações para a população mais carente. 

Com validade de dois anos, o convênio foi apresentado à imprensa, no Palácio Thomé de Souza, pelo prefeito ACM Neto e pela diretora da Fiocruz Bahia, Marilda Gonçalves, além do secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates. O prefeito salientou a importância da Fiocruz como uma das instituições mais preparadas e com o melhor requisito técnico para dar suporte na tomada de decisões, principalmente neste período em que a cidade deverá entrar em uma fase mais complexa de enfrentamento da pandemia. 

“As decisões precisam ser cada vez mais respaldadas por opiniões técnicas qualificadas. Sendo assim, a equipe da Fiocruz traz a possibilidade de comparação da situação de Salvador com o que vem acontecendo em outros lugares do Brasil para que a Prefeitura, como vem fazendo desde o início, tenha condições de tomar as medidas necessárias, adotar as melhores ações em políticas públicas e, sobretudo, definir os rumos para que a capital possa vencer o coronavírus”, declarou ACM Neto.

“Nesse momento de pandemia, é importante essa integração entre os poderes. Como a Fiocruz é um órgão federal (vinculado ao Ministério da Saúde) e que tem uma atuação forte em saúde pública, a instituição vem para reforçar as ações dentro de Salvador para enfrentar essa situação de uma maneira que todos saiam vencendo. É mais um reforço às ações que já estão sendo realizados pela Prefeitura, de forma que a gente possa contribuir para melhorar e reforçar o sistema de saúde”, ressaltou a diretora Marilda Gonçalves.

Ações – Uma das iniciativas possibilitadas pelo convênio é o apoio no diagnóstico dos casos de Covid-19 na capital. Estes testes serão feitos pela Fiocruz Bahia, a partir de material colhido nas unidades de saúde e encaminhados pelos laboratórios centrais estadual e municipal.

O pesquisador da Fiocruz Bahia, Ricardo Khouri, explica que as amostras de swab nasal dos pacientes com suspeita de infecção pelo novo coronavírus serão enviadas à instituição para realização do teste molecular, utilizando o kit de diagnóstico disponibilizado pela Fiocruz. “Nesse momento, estamos treinando as equipes, adaptando os laboratórios para o alto número de testes que iremos fazer e aguardando os kits chegarem”, afirmou.

Diante da identificação dos primeiros casos no Brasil e da preparação para uma possível disseminação da doença em território nacional, o Ministério da Saúde encomendou à Fiocruz o desenvolvimento e a produção dos kits para diagnóstico laboratorial destinados a atender a rede de laboratórios públicos de todo o país. Os kits foram desenvolvidos pelos institutos de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), no Rio de Janeiro, e de Biologia Molecular do Paraná (IBMP). A Fundação tem capacidade de produzir cerca de 20 mil testes semanais e o ritmo de produção seguirá conforme a demanda do Ministério da Saúde.

A Fiocruz Bahia também vai fazer, através do Centro de Integração de Dados e Conhecimento em Saúde (CIDACS) da instituição, análise dos dados da Covid-19, utilizando modelos matemáticos para comparação com outros locais no Brasil e no mundo sobre a evolução da curva de transmissão do coronavírus, perfil dos pacientes infectados e localidades dos casos, por exemplo. Os resultados vão subsidiar as ações a serem adotadas pelo município, a exemplo dos decretos que restringem a circulação de pessoas e incentivam o isolamento social, conforme orientação das autoridades sanitárias.

Outro eixo é o apoio nas ações de comunicação em saúde para divulgar, ao máximo, as informações sobre a pandemia aos cidadãos, principalmente nas comunidades mais carentes. A estratégia deverá envolver desde conteúdos digitais até a orientação a ser levada pelos agentes comunitários de saúde para a população, no intuito de, através da informação, contribuir para o achatamento da curva de transmissão do coronavírus.

A lista contempla ainda a revisão do plano de contingência municipal pela instituição federal para proposição de melhorias nas decisões iniciais e validação das ações a serem adotadas. De acordo com o secretário Leo Prates, a Fiocruz vai colaborar com o Centro de Operações ao Enfrentamento do Coronavírus, que foi montado na SMS e que dialoga com diversas entidades para criação de modelos e contribuição na adoção de estratégias para combate à Covid-19.