Casos de COVID-19
  • USA 98,166,904
    USA
    Confirmados: 98,166,904
    Ativos: 2,120,510
    Recuperados: 94,962,112
    Óbitos: 1,084,282
  • India 44,587,307
    India
    Confirmados: 44,587,307
    Ativos: 39,583
    Recuperados: 44,019,095
    Óbitos: 528,629
  • France 35,342,950
    France
    Confirmados: 35,342,950
    Ativos: 660,757
    Recuperados: 34,527,115
    Óbitos: 155,078
  • Brazil 34,706,757
    Brazil
    Confirmados: 34,706,757
    Ativos: 182,094
    Recuperados: 33,838,636
    Óbitos: 686,027
  • UK 23,621,952
    UK
    Confirmados: 23,621,952
    Ativos: 84,162
    Recuperados: 23,347,871
    Óbitos: 189,919
  • Italy 22,467,278
    Italy
    Confirmados: 22,467,278
    Ativos: 441,944
    Recuperados: 21,848,242
    Óbitos: 177,092
  • Spain 13,412,263
    Spain
    Confirmados: 13,412,263
    Ativos: 79,287
    Recuperados: 13,218,892
    Óbitos: 114,084
  • Argentina 9,708,420
    Argentina
    Confirmados: 9,708,420
    Ativos: 15,175
    Recuperados: 9,563,348
    Óbitos: 129,897
  • Chile 4,624,307
    Chile
    Confirmados: 4,624,307
    Ativos: 14,805
    Recuperados: 4,548,348
    Óbitos: 61,154
  • Peru 4,143,869
    Peru
    Confirmados: 4,143,869
    Ativos: 11,864
    Recuperados: 3,915,457
    Óbitos: 216,548
  • Uruguay 985,422
    Uruguay
    Confirmados: 985,422
    Ativos: 1,177
    Recuperados: 976,760
    Óbitos: 7,485
  • Paraguay 716,059
    Paraguay
    Confirmados: 716,059
    Ativos: 366
    Recuperados: 696,110
    Óbitos: 19,583
  • China 250,449
    China
    Confirmados: 250,449
    Ativos: 2,969
    Recuperados: 242,254
    Óbitos: 5,226
Notícias

Organização Mundial da Saúde declara pandemia de coronavírus

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, declarou hoje (11) que a organização elevou o estado da contaminação pelo novo coronavírus como pandemia. O anúncio surge quando há mais de 120 países com casos declarados de infeção.

A mudança de classificação não se deve à gravidade da doença, e sim à disseminação geográfica rápida que o Covid-19 tem apresentado. “A OMS tem tratado da disseminação [do Covid-19] em uma escala de tempo muito curta, e estamos muito preocupados com os níveis alarmantes de contaminação e, também, de falta de ação [dos governos]”, afirmou Adhanom no painel que trata das atualizações diárias sobre a doença. “Por essa razão, consideramos que o Covid-19 pode ser caracterizado como uma pandemia”, explicou durante a conferência de imprensa em Genebra.

Adhanom  disse que mudança ocorre depois que, nas últimas duas semanas, o número de casos fora da China se multiplicou por 13.

Para evitar criar o pânico, ele acrescentou, “não podemos dizer isto de forma mais clara ou contundente. Todos os países podem mudar o curso desta pandemia”.

“Estamos nisto juntos e precisamos de fazer com calma aquilo que é necessário”, frisou o responsável da OMS.

O diretor-geral para situações de emergência, Mike Ryan, sublinhou por sua vez que a utilização da palavra “pandemia” é meramente descritiva da situação e “não altera em nada aquilo que estamos fazendo”.

IRàE ITÁLIA NA “LINHA DA FRENTE”

Um dos casos mais preocupantes é o do Irã. A OMS considera que a situação no país é “muito grave” e apelou para maior vigilância e maiores cuidados dos doentes.

A organização considera que os iranianos estão fazendo o que podem, mas enfrentam falta de material e de equipamentos médicos.

A OMS enviou 40 mil testes nas últimas 24 horas, mas os suprimentos são “muito, muito escassos” e está difícil encontrar fornecedores.

NO BRASIL

Na Câmara dos Deputados, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a declaração de pandemia não muda as medidas no Brasil. O país continua com o monitoramento das áreas atingidas e com as iniciativas e protocolos já anunciados. Hoje, o titular da pasta vai participar de comissão geral na casa, onde irá apresentar a deputados informações sobre as ações do governo acerca do problema.

*Com informações da RTP

Fonte: Agência Brasil