Casos de COVID-19
  • USA 13,135,816
    USA
    Confirmados: 13,135,816
    Ativos: 5,135,380
    Recuperados: 7,732,235
    Óbitos: 268,201
  • India 9,266,697
    India
    Confirmados: 9,266,697
    Ativos: 453,450
    Recuperados: 8,677,986
    Óbitos: 135,261
  • Brazil 6,166,898
    Brazil
    Confirmados: 6,166,898
    Ativos: 483,252
    Recuperados: 5,512,847
    Óbitos: 170,799
  • France 2,170,097
    France
    Confirmados: 2,170,097
    Ativos: 1,962,927
    Recuperados: 156,552
    Óbitos: 50,618
  • Spain 1,622,632
    Spain
    Confirmados: 1,622,632
    Ativos: 1,578,595
    Recuperados: ?
    Óbitos: 44,037
  • UK 1,557,007
    UK
    Confirmados: 1,557,007
    Ativos: 1,500,474
    Recuperados: ?
    Óbitos: 56,533
  • Italy 1,480,874
    Italy
    Confirmados: 1,480,874
    Ativos: 791,697
    Recuperados: 637,149
    Óbitos: 52,028
  • Argentina 1,390,388
    Argentina
    Confirmados: 1,390,388
    Ativos: 135,390
    Recuperados: 1,217,284
    Óbitos: 37,714
  • Peru 954,459
    Peru
    Confirmados: 954,459
    Ativos: 33,985
    Recuperados: 884,747
    Óbitos: 35,727
  • Chile 544,092
    Chile
    Confirmados: 544,092
    Ativos: 8,774
    Recuperados: 520,180
    Óbitos: 15,138
  • China 86,469
    China
    Confirmados: 86,469
    Ativos: 305
    Recuperados: 81,530
    Óbitos: 4,634
  • Paraguay 78,878
    Paraguay
    Confirmados: 78,878
    Ativos: 21,162
    Recuperados: 56,025
    Óbitos: 1,691
  • Uruguay 4,988
    Uruguay
    Confirmados: 4,988
    Ativos: 992
    Recuperados: 3,923
    Óbitos: 73
Divulga Doença Falciforme

Traço falciforme: Mitos X verdades

O traço falciforme é uma condição genética hereditária, com predominância da Hb A em relação à Hb S. A alteração pode acometer cerca de 30% dos indivíduos em populações africanas. Já no Brasil, esse número varia a depender da região do país.

No caso da Bahia, onde grande parte da população é afrodescente, o número de pessoas com traço falciforme é de, em média, 15%. Mesmo estando presente em um número considerável de pessoas, algumas dúvidas ainda são comuns.

Por isso, separamos informações importantes para desmistificar algumas questões sobre o tema:

– A pessoa com traço falciforme não é doente e não desenvolve anemia; Indivíduos com traço falciforme não apresentam uma quantidade significativa de células afoiçadas;

– A pessoa com traço falciforme não precisa fazer uso de ácido fólico ou nenhum outro medicamento específico para o tratamento da doença falciforme;

– A pessoa com traço falciforme não precisa de acompanhamento hematológico. É recomendado que o indivíduo com traço falciforme passe pelo aconselhamento genético na idade adulta, já que tem 50% de chance de ter um filho com traço e 25% de chance de gerar um filho com doença falciforme.

As informações são derivadas do Centro Virtual de Capacitação Multidisciplinar no Atendimento da Doença Falciforme, realizado em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA), com o apoio do Ministério da Saúde.